sábado, 21 de fevereiro de 2009

Seis Particularidades sobre um ser Particularmente Louco - Aline C. Costa


A amiga Dulce Costa, como um desafio, pediu-me que contasse seis particularidades de minha personalidade. Então, vamos lá...

O que mais me impressiona no ser humano é essa característica particular de ser particularmente único. Até os gêmeos siameses são particulares, cada qual com seu gosto e vontade de ser. Pois bem, estudando esse "animal" racional, muitas vezes irracionalmente pensamos nele como um todo, mas nosso todo é diferente, mutável, irremediavelmente surpreendente. Eu no meu entendimento filosófico, racional, e abstrato de mim, percebo-me como todo ser humano, egoísta. Quando digo egoísta estou mostrando mais uma particularidade do meu ser, sou sincera. Egoísta por querer sempre por perto a quem amo, por muitas vezes querer desobedecer a lei natural das coisas e me revoltar contra a morte, pois sei que ela os levará e eles não mais voltarão, egoísta por querer que todas tenham a consciência de mundo que tenho e que percebam o seu próximo e o sintam como eu. Pois ai está sou EGOÍSTA. SINCERA por não medir as palavras ao falar com minhas amigas sobre os sentimentos, sobre o que é o ser, sobre Deus e sobre a mortalidade, sincera por me saber imperfeita, mutilada e dilacerada pelas macelas da vida, e por me saber muitas vezes destruída e sem forças para lutar. BRAVA, por me rebelar contra a injustiça social, por “xingar” todas as vezes que tropeço em algo, por falar mais alto, por me pronunciar no cinema quando alguém chuta a cadeira que estou sentando, por me fazer presente em uma loja de “granfinos” quando estou calçando meus chinelos de dedo preferidos. SONHADORA, todas as vezes que entro em sala de aula e coloco um filme mais introspectivo e que façam meus alunos, mesmo que eles não queiram pensar. Quando perco uma aula inteira relatando a eles todas as possibilidades que a vida pode oferecer-lhes, por tentar fazer com que percebam que existe um lugar na sociedade que eles podem conquistar se eles esquecerem as dificuldades de serem negros, pobres e por morarem em um local de alto risco social. SONHADORA, por ainda acreditar em um país mais justo, em uma civilização mais consciente e democrática. TOLA, por acreditar que o amor é perene, e ainda ter esperança, nem que seja uma fagulha dela, naquele velhinho de barbas brancas que muitas vezes nos fazem de fantoches e brinquedos. POETA, por ser tudo isso e mais um pouco, por ser humana, inconstante, bipolar, louca, por ser o que quero ser, e saber que o que sou para ti é tão importante quando o que sou para mim, porque seus olhos são os espelhos dos meus.


Agora convido as amigas:

Dulce Mary Godinho e
Jussara Alves.
....

Um comentário:

Dulce disse...

E é exatamente isso que faz de você uma pessoa tão especial!...
Obrigada!
beijos