sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Poesia Falada - Fernando Pessoa


A voz de Paulo Autran, como a de Orfeu, está a serviço da sedução e da poesia. Ouvi-lo é mais que ouvir meio século de teatro no Brasil, é ouvir a voz intemporal que une a Grécia aos dramas tropicais. Ao gravar Fernando Pessoa, continua seu trabalho petiço-teatral que há décadas vem reunindo Drumonnd e Gonçalves Dias. Aqui, a doçura de sua voz, a fúria de sua voz, o drama de sua voz, a ironia de sua voz fazendo falar a ironia, o drama, a fúria e a doçura de Pessoa e todos nós. O gesto da voz. O gesto na voz. O corpo ausente, a voz flutua, emerge, e irrompe, atalha, pontua. A voz pura, como a poesia, dizendo-se a si mesma. 'Ode triunfal', por exemplo, é uma aula magna de dicção, de sonoridade, significados e inflexões. Nesse século em que a poesia tornou-se por demais gráfica e opaca, a voz de Paulo Autran recupera o sentido oracular do mistério poético.
Affonso Romano de Sant´Anna.

POESIAS:

Nome do autor: Fernando Pessoa
Tipo de Arquivos: Arquivos mp3
Nome e Conteúdo dos Arquivos: O CD não tem nome específico e contém Contos e poesias
Interprete: Paulo Autran
Titulo dos Contos:
Autopsicografia (513 KB)
Vem sentar-te comigo Lídia (2,11 MB)
O Guardador de Rebanho parte VIII (6,63 MB)
Cruz na Porta da Tabacaria (0,98 MB)
Aniversario (2,80 MB)
O Menino da Sua mãe (1,28 MB)
Poema em Linha Reta (2,15 MB)
Quero Ignorado (508 KB)
Se Te Queres Matar (4,23 MB)
Tenho dó das Estrelas (692 KB)
Esta Velha Angustia (1,76 MB)
Ah, um Soneto (725 KB)
Grandes são os Desertos (2,74 MB)
Vem, Noite (3,63 MB)
O Monstrengo (1,27 MB)
Ode Triunfal (10,4 MB)
Quando Era Jovem (628 KB)


Download:

http://www.mediafire.com/?ny5dmlklyqk





Um comentário:

Akira disse...

ficou bommmm!
mas dá mais um click depois do link na postagem pra gente poder abrir a página direto, sem ter que recortar e colar, não acha mais legal???