terça-feira, 6 de janeiro de 2009

A Busca.... Aline C. Costa


Procuro desesperadamente por poetas existencialistas.
Perderam a essência do abstrato ser?
Do abstrato que é a vida?

Procuro sem esperança por poetas...
Aqueles que escreviam suavemente no papel com sua caneta tinteiro,
palavras que tocavam o coração e faziam lágrimas reluzirem dos olhos.

Procuro por aqueles poetas,
que quando líamos, sentíamos aquela dor
e a dor lida era real, não aquelas que ele teve, mas as temos.

Procuro por poetas...
Poetas existenciais, que protestam, que gritam, que sofrem, que riem, que choram;
sem essa poesia comercial, esse tal best seller....

Procuro palavras,
símbolos, significados, significâncias...
Palavras que transcendem as palavras e se tornam únicas.
Como aquele anjo torto, ou nas magnânimas siderações...

Apenas procuro, porque essa luta de Titãs será em vão,
porque ainda existiram os críticos,
analizando, podando, escolhendo e rotulando...

E eu que de poesia nao entendo nada,
apenas procuro
e morro e renasço em cada verso que leio.

3 comentários:

Jussara disse...

Encontrarás no espelho...

Akira disse...

entende de poesia sim

deise disse...

Nossa que lindo
amei